13.4 C
São Paulo
domingo, julho 21, 2024
InícioBem-estarCidades mais baratas da Europa para nômades digitais

Cidades mais baratas da Europa para nômades digitais

Siga-nos no Google Notícias

Com a crescente expansão do trabalho remoto e das novas jornadas e formatos de trabalho, é cada vez mais crescente o número de nômades digitais. Ainda que viver viajando pareça um sonho, quando se trata das cidades mais baratas da Europa para nômades digitais, existem alguns fatores que devem ser levados em consideração.

Tais aspectos vão desde a facilidade de obter um visto, passando pela segurança, velocidade da internet, clima, comunidade, cultura da cidade, atrações locais e, é claro, o custo de vida – especialmente se você ganha em real e vai gastar em moedas mais valorizadas.

Portanto, quem pretende ser nômade digital precisa fazer a lição de casa e pesquisar os lugares que mais se adaptam a sua realidade. No entanto, para te ajudar a completar essa tarefa, preparamos uma lista com as cidades mais baratas para nômades digitais na Europa.

Sabemos que o valor é algo relativo, no entanto, essas cidades foram citadas no site Nômad List como algumas das cidades mais baratas da Europa para nômades digitais. 

As 5 cidades mais baratas para nômades digitais na Europa:

5. Tallinn – Estônia

Cidades mais baratas para nômades digitais na Europa

A capital da Estônia, Tallinn, costuma estar no topo das listas das cidades europeias mais atraentes para os nômades digitais. Com sua arquitetura medieval maravilhosamente preservada, vida noturna animada e atividades de entretenimento com preços acessíveis, a cidade atrai um grande número de turistas.

Além disso, a reputação de Tallinn entre os nômades digitais é forte por ter grandes comunidades de nômades digitais, muitos coworkings e excelente cobertura da Internet. Por fim, um ponto muito importante é que a Estônia é um dos países que oferecem visto para nômades digitais. Dessa forma, facilita e muito a entrada de trabalhadores remotos no país.

Custo médio de vida: 2000€ por mês

4. Vilnius, Lituânia

Vilnius, capital da Lituânia, é uma das cidades mais verdes da Europa, e é uma escolha perfeita se você estiver procurando por um estilo de vida relativamente lento. Conhecida como um ponto de acesso crescente para startups de tecnologia de vários campos, Vilnius oferece uma grande variedade de espaços de coworking com internet rápida em todos os lugares.

Vilnius é uma cidade muito segura para se viver, com moradores amigáveis. Assim como os demais países citados anteriormente, a Lituânia em geral é bastante acessível quando comparada com outros países da Europa Ocidental. 

Custo de vida: 1850€ por mês

3. Porto – Portugal

Cidades mais baratas para nômades digitais na Europa

Reconhecida pela sua rica cultura, arquitetura notável e vinho do Porto emblemático, a cidade de Porto é um polo turístico de Portugal. Com moradores amigáveis, vibrações artísticas e muitos espaços de coworking na cidade, a cidade está crescendo em popularidade entre os nômades digitais. Porto oferece uma conexão de internet rápida e disponibilidade de wi-fi em muitos lugares.

Além disso, o transporte também é eficiente, pois você pode chegar a qualquer lugar muito rapidamente e, mais importante, com segurança. Dessa forma, em comparação com a maioria da Europa Ocidental, Porto oferece um custo de vida muito mais acessível. Estima-se que a cidade seja 10% mais barata que Lisboa, o que a coloca entre as cidades mais baratas para nômades digitais na Europa.

Custo médio de vida: 1664€ por mês

2. Budapeste, Hungria

Conhecida como um dos destinos turísticos mais atraentes, com uma história fascinante e arquitetura deslumbrante, Budapeste também está se tornando rapidamente uma das cidades mais famosas para nômades digitais. Localizada na Europa Oriental, a capital da Hungria oferece uma combinação de cultura rica e baixo custo de vida que é bastante cativante para todos os que desejam explorar.

Budapeste é o lar de uma florescente comunidade de nômades digitais que, embora não seja tão grande quanto as de Lisboa ou Tallinn, oferece uma ampla variedade de espaços de coworking, cafés com wifi bem conectados e bibliotecas para todos os gostos. 

Custo de vida: 1258€ por mês

1. Tbilisi – Geórgia

Cidades mais baratas para nômades digitais na Europa

Além de se tornar imensamente popular entre os turistas nos últimos anos, Tbilisi também está emergindo como um destino moderno para pessoas que desejam embarcar em um estilo de vida nômade digital. Se você está interessado em conhecer novas pessoas e culturas, a Geórgia é a escolha certa para você. Os moradores do país são bem conhecidos por sua hospitalidade e simpatia.

A vida em Tbilisi é segura e muito acessível, e a cidade oferece uma grande variedade de espaços de coworking. Além disso, a Geórgia tem um custo de vida bastante baixo, semelhante a alguns países do Sudeste Asiático, o que coloca a cidade de Tbilisi no topo da nossa lista de cidades mais baratas para nômades digitais na Europa.

Custo de vida: 940€ por mês

O que você achou dos valores das cidades mais baratas para nômades digitais na Europa? Conheça também as cidades mais visitadas do mundo

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad