fbpx
26.9 C
São Paulo
sábado, junho 15, 2024
InícioBem-estarComo ser nômade digital: o guia completo

Como ser nômade digital: o guia completo

Siga-nos no Google Notícias

Como já te contamos aqui no UBE, o nomadismo digital é um estilo de vida que está em alta e segue conquistando novos adeptos. Graças à internet, qualquer pessoa com um notebook, conexão Wi-Fi e trabalho remoto pode ganhar dinheiro da forma que preferir; onde e quando quiser. Se você também está pensando em abandonar os modelos tradicionais de trabalho, nós criamos um guia completo sobre como ser nômade digital.

Aqui estão as principais coisas que você precisa saber a respeito de como ser nômade digital:

Como ser nômade digital: primeiros passos

1. Encontre seu conjunto de habilidades

Quaisquer que sejam as habilidades ou conhecimentos que você tenha, saiba que é possível utilizá-los de forma remota. Alguns, como TI, marketing ou design gráfico, por exemplo, são mais fáceis de fazer em qualquer local. Outras habilidades podem ser mais difíceis de praticar remotamente. Mas é possível! No período pandêmico até mesmo a medicina foi adaptada para o virtual.

Uma boa forma de começar é fazendo uma pesquisa aprofundada em anúncios de emprego e sites de freelancers para descobrir o que os clientes estão procurando. Dessa forma, você pode trilhar o seu caminho para oferecer os serviços certos.

Como ser nômade digital

2. Escolha seu primeiro local

Para ser um nômade digital, é importante escolher bem os locais que você irá visitar. Administrar um negócio remoto em uma ilha com conectividade instável de internet, por exemplo, não é uma boa ideia. Assim como viver em Paris como turista com o orçamento de um freelancer provavelmente vai te deixar falido.

Além disso, também é importante considerar seu direito legal de residir e trabalhar em um país. Visando essa nova modalidade de trabalho, muitos países oferecem vistos de nômades digitais ou permissões de trabalho remoto.

Orçamento, direitos legais, conectividade com a internet e facilidade de vida devem ser fatores considerados para contribuir com a sua decisão. Nenhum lugar será perfeito, mas se o orçamento e o custo de vida forem mais importantes para você, considere estes:

  • México
  • Geórgia
  • Romênia
  • Vietnã
  • Tailândia
  • Camboja
  • Estônia

Quer o melhor dos dois mundos? Esses lugares lindos não são os mais econômicos, mas são modernos e relativamente baratos:

  • República Checa
  • Croácia
  • Portugal
  • Colômbia

Aqui no UBE também já te contamos quais são as melhores cidades para nômades digitais, de acordo com os viajantes mais experientes do NomadList.

3. Comece a fazer trabalhos como freelancer

Depois de determinar em que você é bom, comece fazendo pequenos trabalhos como freelancer. No início você talvez não receba o suficiente para bancar a vida de nômade digital, mas com certeza vai somar muita experiência para conseguir novos clientes.

Depois de criar um portfólio, experiência e reputação, você pode começar o seu próprio negócio. A maioria dos nômades digitais prefere ter vários fluxos de renda (ou empregos de meio período) para conseguir receber melhor. Portanto, lembre-se de não aceitar somente trabalhos muito grandes.

4. Encontre uma comunidade

A melhor parte de ser um nômade digital é encontrar novas comunidades de pessoas que pensam como você. Fazer parte de uma comunidade não é apenas bom para os negócios, mas também para o bem-estar! E trabalhar remotamente não deve impedir ninguém de ter novos relacionamentos.

A socialização não apenas o deixará mais feliz, mas também pode conectá-lo a clientes em potencial. Como nômade digital, isso pode ser uma parte crucial do seu sucesso. Confira  espaços de coworking, cafés com bom Wi-Fi e eventos de encontro para encontrar sua comunidade e conhecer pessoas que pensam como você. Assim como sites e fóruns de nômades digitais e grupos em redes sociais, por exemplo.

Como ser nômade digital

Como ser nômade digital: o que você precisa ter

Habilidades essenciais para ser nômade digital 

Flexibilidade

Estar disposto a mudar seus planos será útil em inúmeros momentos, tanto por motivos simples quanto a conexão do Wi-Fi, quanto por motivos maiores, como uma hospedagem ruim ou voo atrasado. Sendo assim, desenvolver a flexibilidade é essencial para qualquer nômade digital.

Marketing

O Marketing é a carreira de muitos nômades digitais, no entanto, ainda que não seja a sua, é importante saber promover o seu trabalho. Você provavelmente será seu próprio patrão, sendo assim, você estará encarregado de conquistar clientes, expandir seus negócios e ganhar dinheiro suficiente para continuar vivendo como nômade digital.

Caso você precise de ajuda para divulgar o seu negócio e não se dê muito bem com marketing, você sempre pode contar com a ajuda de uma boa agência de marketing para impulsionar o seu negócio.

Desenvoltura

Ser um nômade digital significa que provavelmente não há pagamento mensal garantido e também nenhum chefe a quem recorrer. Além disso, você está em um país totalmente novo, com costumes e regras diferentes. A desenvoltura fará com que você passe pelas situações difíceis de forma mais leve.

Equipamentos necessários para ser nômade digital

Notebook

Um notebook de qualidade é crucial para a vida de um nômade digital. O notebook é o principal equipamento de trabalho de quem vive na estrada, portanto, vale a pena investir em um bom computador para te acompanhar na jornada.

Smartphone

Não precisamos nem falar, não é mesmo? Um smartphone é essencial para ficar em contato com a família e amigos, interagir com os clientes, atualizar as demandas quando não estiver com o notebook à mão, navegar em novos lugares, verificar as notícias/clima, assistir Netflix em viagens longas, tirar fotos, percorrer feeds de mídia social, e assim por diante.

Wi-Fi portátil

Embora nem sempre seja necessário, ter um dispositivo de Wi-Fi portátil pode ser um salva-vidas quando você tem trabalho a fazer e está viajando para algum lugar com Wi-Fi público limitado ou com qualidade ruim.

VPN (Rede Privada Virtual)

As VPNs protegem os dados do seu computador contra roubo ao usar redes Wi-Fi públicas e compartilhadas. No entanto, eles são vitais para os nômades digitais por outro motivo: permitem que você navegue em sites populares que só podem ser acessados ​​no seu país. Além disso, se você estiver em países como Vietnã ou China, determinados sites como Facebook e Gmail/Google não poderão ser acessados ​​sem uma VPN.

Seguro de saúde nômade digital

Para nômades digitais e trabalhadores remotos, que mudam continuamente de país, não é fácil encontrar uma boa cobertura de seguro de saúde. Mas é essencial, afinal, imagine só ter que bancar uma conta de hospital em uma moeda mais cara do que a sua? 

Essas foram as nossas principais dicas sobre como ser nômade digital. Aqui no UBE falamos muito sobre esse assunto, pois acreditamos que o nomadismo digital é o futuro para muitas pessoas. Então, se você curte esse assunto, continue nos acompanhando para não perder nenhuma dica!

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad