fbpx
19.8 C
São Paulo
segunda-feira, junho 24, 2024
InícioCarreira InternacionalRanking dos países com os salários mais altos do mundo

Ranking dos países com os salários mais altos do mundo

Siga-nos no Google Notícias

Sua meta pessoal é ter uma carreira internacional consolidada e ser (muito) bem remunerado por isso? Bom, recentemente falamos sobre os países para se ter maior poder de compra, mas se você procura um nível mais elevado de sucesso, este ranking é perfeito: Os países com os salários mais altos do mundo.

Construir um carreira internacional de sucesso é ideal para quem é fascinado por conhecer outras culturas, tem a alma de nômade digital e não tem medo de mudanças.

Os riscos e desafios são maiores, mas com eles vêm maiores recompensas. Se você não está satisfeito com o seu “habitat” atual e sente que o seu potencial pode ser melhor aproveitado, saiba que os países com os salários mais altos do mundo estão cheios de oportunidades para pessoas determinadas e talentosas.

Sem mais delongas, estes são os 20 países com os salários médios mais altos de acordo com os últimos dados compilados pelo Banco Mundial.

Lista dos países com os salários mais altos do mundo:

20. Canadá

Salário médio: 2.918 dólares

O Canadá inicia a nossa lista dos países com os salários médios mais altos no número 20. Trabalhar neste país oferece muito mais do que uma renda confortável, incluindo um sistema de saúde de alto nível, licença remunerada e férias que incluem licença parental e materna.

19. Emirados Árabes Unidos

Salário médio: 2.961 dólares

Como centro de negócios do Oriente Médio, os Emirados Árabes são uma ótima opção para profissionais das indústrias de consultoria, serviços financeiros, construção e engenharia.

Enquanto isso, os funcionários em tempo integral que completaram um ano de serviço, independentemente de sua indústria, têm direito a 30 dias de férias anuais remuneradas! Mas sabe qual é o melhor de se trabalhar nos Emirados Árabes Unidos? Não há imposto de renda!

18. Reino Unido

Salário médio: 3.020 dólares

Embora a saída do Reino Unido da UE em 2020 tenha diminuído o crescimento salarial em todo o país, os salários aumentaram em até 11% para vagas anunciadas dentro de setores normalmente de baixa remuneração, como construção, hotelaria e limpeza, entre 2019 e 2021.

Entretanto, apesar de um salário atraente, a atual crise financeira do país tornou a competição por empregos disponíveis muito mais acirrada do que o normal.

17. Bélgica

Salário médio: 3.042 dólares

Famosa mundialmente por sua cerveja, chocolates, engenharia, instrumentos científicos, têxteis e produção automotiva, a Bélgica ostenta altos padrões de vida e educação.

Ela é uma ótima escolha se você estiver se mudando com a família. Atenção, os salários médios mensais tendem a ser ainda mais altos na capital do país, Bruxelas.

16. Israel

Salário médio: 3.128 dólares

Após uma queda no crescimento dos salários em meados de 2022, os salários estão novamente em alta em Israel, aumentando 4,7% entre setembro de 2021 e setembro de 2022.

Os profissionais de tecnologia, em particular, viram um aumento salarial maior (9,9%), enquanto que houve um aumento de 10% nos empregos na indústria de tecnologia, o que transformou Israel um grande destino para desenvolvedores, analistas de computação e cientistas de dados.

15. Alemanha

Salário médio: 3.202 dólares

Trabalhar na maior potência econômica da Europa significa que você provavelmente estará ganhando mais do que a média européia.

Os salários mais altos do país, entretanto, são normalmente pagos a médicos, advogados, executivos de negócios e profissionais de tecnologia.

14. Áustria

Salário médio: 3.237 dólares

Conhecida por seus luxuosos palácios e por produzir alguns dos compositores clássicos mais celebrados do mundo como Mozart e Haydn, a Áustria é o país para onde você deve se mudar se você está procurando um emprego dentro da área da tecnologia, negócios, finanças, saúde e ciência.

Em média, os salários variam de 2.000 euros até mais de 6.500 euros por mês no país alpino.

13. Qatar

Salário médio: 3.290 dólares

De acordo com dados do Banco Mundial, o Qatar tem a menor taxa de desemprego do mundo, apenas 0,3%). O país tem visto um impulso econômico nos últimos anos à medida que mais empresas mudam suas sedes para o país do Oriente Médio – o que resultou em uma alta demanda por trabalhadores em quase todas as indústrias.

Em particular, o Qatar é uma ótima opção para quem trabalha nos setores de saúde, construção civil ou petróleo e gás.

12. Finlândia

Salário médio: 3.330 dólares

Também conhecida como o país mais feliz do mundo, a Finlândia tem um dos mercados de trabalho mais saudáveis do mundo e um setor de serviços particularmente forte.

Empregos em hotelaria e restauração, comércio, transporte e logística, assim como em saúde, estão em uma demanda particularmente alta, com salários médios variando de 1.190 a 20.900 euros por mês.

11. Austrália

Salário médio: 3.350 dólares

Famosa por suas características naturais e belas praias, a Austrália tem uma das economias mais fortes e estáveis do mundo – o que significa que há muitas oportunidades de emprego na terra do canguru.

O país oferece alguns dos salários mínimos mais altos até mesmo para trabalhadores ocasionais.

10. Irlanda

Salário médio: 3.455 dólares

A Irlanda está entre os 10 países com os salários médios mais altos. Enquanto a Irlanda é um dos países com menos feriados públicos, os trabalhadores podem desfrutar de uma variedade de benefícios, incluindo 4 semanas de licença estatutária remunerada, até 104 semanas de licença para cuidar de um cuidador, e até 26 semanas de licença maternidade.

Os empregos mais bem pagos na Irlanda, por sua vez, incluem gerentes de desenvolvimento de software, diretores de vendas e gerentes operacionais.

9. Cingapura

Salário médio: 3.504 dólares

O único país asiático no ranking dos 10 países com salários mais altos do mundo é um verdadeiro oásis dos negócios.

Embora o país tenha um custo de vida relativamente alto, apresenta uma das mais baixas taxas de desemprego do mundo (2,1%) e é um destino popular entre os profissionais de tecnologia, finanças, engenharia e medicina. Os cirurgiões, em particular, ganham os maiores salários em Cingapura – em média 9.375 dólares por ano!

8. Países Baixos

Salário médio: 3.524 dólares

Além dos moinhos de vento e campos de tulipas, a Holanda é conhecida por ser um dos melhores países para se trabalhar, com um mercado de trabalho saudável e baixas taxas de desemprego.

De fato, no final de 2021, havia mais vagas do que os candidatos a emprego imediatamente empregáveis, com uma forte demanda por profissionais de educação, comércio eletrônico e saúde.

7. Suécia

Salário médio: 3.720 dólares

Se você é fã de saunas, então você talvez queira considerar mudar para a Suécia. Mas se não curte muito, acredite, os altos salários compensam. A Suécia tem um grande setor público, mas aqueles que trabalham no setor privado geralmente comandam os salários mais altos.

O salário médio mensal no setor privado é de 3.720 dólares comparado com 3.523 dólares no setor público. Alguns dos melhores empregos remunerados na Suécia incluem advogados, pilotos e cirurgiões.

6. Islândia

Salário médio: 4.003 dólares

Como o país mais ao norte em nossa lista, a Islândia é um ótimo lugar para se mudar, não apenas em termos de salário, mas também de baixos índices de criminalidade, de fato, o Índice Global da Paz de 2022 o classifica como o país mais seguro do mundo.

Os salários na Islândia também estão continuamente aumentando, reportando um aumento de 5,2% só entre janeiro e dezembro de 2022.

5. Dinamarca

Salário médio: 4.388 dólares

O país fundador da icônica LEGO e da Pequena Sereia tem muito do que se orgulhar – incluindo o fato de estar entre os 5 primeiros países com a maior renda per capita do mundo.

Tem também um dos mercados de trabalho mais saudáveis do mundo, com uma alta demanda por trabalhadores nos setores de negócios, ciência, alimentos e bebidas, jurídico e construção civil.

4. Estados Unidos da América

Salário médio: 4.444 dólares

Muita gente pode se surpreender com o fato do país do sonho americano não estar no topo, no entanto, fazer parte do top 5 já é uma briga de verdadeiros gigantes e um motivo muito relevante para procurar um emprego por lá.

Com muitas das maiores empresas do mundo sediadas nos Estados Unidos, incluindo Google e Amazon, há uma demanda constante de candidatos por emprego, particularmente dentro da tecnologia, saúde e finanças. A projeção é de que a economia americana adicione 8,3 milhões de empregos até 2031.

3. Noruega

Salário médio: 4.459 dólares

A Noruega tem o maior salário médio da Escandinávia – e a quarta maior renda per capita do mundo, de acordo com o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional. É também um dos melhores países para se viver, de acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas.

Os trabalhadores remotos, por sua vez, também devem considerar a mudança para a Noruega para trabalhar, já que o país oferece um grande programa de vistos de trabalho remoto.

2. Suíça

Salário médio: 5.315 dólares

Conhecida por seu pitoresco cenário alpino, delicioso chocolate e queijo, e relógios de luxo, a Suíça também é famosa por seus altos salários. Apesar de também ser famosa pelo seu alto custo de vida.

De fato, as despesas mensais de uma pessoa solteira são em média 1.559 dólares, enquanto que um apartamento de um quarto fora do centro da cidade irá lhe custar cerca de 1.350 dólares por mês.

1. Luxemburgo

Salário médio: 5.663 dólares

Só temos duas coisas a dizer sobre Luxemburgo para te convencer a trabalhar lá: o país tem maior média salarial do mundo e transportes públicos 100% gratuitos! Este é país com a maior renda per capita, com médicos, dentistas, cientistas de dados e executivos de nível C, todos com salários de seis dígitos.

Em média, as pessoas que trabalham em Luxemburgo ganham entre 2.564 e 8.093 euros por mês. A capital, por sua vez, está entre as cidades mais habitáveis do mundo, devido ao seu alto padrão de vida.

Dicas para quem vai se mudar para trabalhar fora

Se você está considerando seriamente mudar-se para o exterior para trabalhar, é fundamental que você primeiro faça uma pesquisa sobre toda e qualquer exigência, incluindo vistos e elegibilidade, assim como os questões básicas como acomodação e seguro saúde. Quanto mais preparado você estiver, menos surpresas (indesejáveis) você terá.

Também é importante pesquisar quais empregos são particularmente procurados dentro do país para o qual você está considerando mudar, e não é difícil chegar a essa conclusão, uma comparação nas vagas LinkedIn já ajuda muito.

Quem vai se mudar com a família tem precisa ter atenção aos padrões de vida, educação e cultura, assim como atribuição de documentações para familiares.

Por fim, e até mais importante que ganhar um salário decente, uma pergunta que todos devemos fazer antes de tomar a decisão de se mudar para o exterior é: “Posso ser feliz neste país novo e terei as oportunidades certas para alavancar na minha carreira?”

Se você gostou deste conteúdo veja também: As melhores empresas do mundo para trabalho remoto.

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad