14.5 C
São Paulo
domingo, julho 21, 2024
InícioCuriosidadesEclipse lunar total e maior superlua do ano acontecem hoje de forma...

Eclipse lunar total e maior superlua do ano acontecem hoje de forma simultânea

Por Daniel Reis, especial para o Estadão

Siga-nos no Google Notícias

Comparada às outras luas cheias do ano, a desta quarta-feira, 26, será maior e mais brilhante. O responsável é o fenômeno conhecido como “superlua”. Em alguns países, também será possível observar um eclipse lunar total, que não acontecia desde janeiro de 2019 e, em determinado momento, dará à Lua uma cor avermelhada. Entenda mais sobre esses dois fenômenos:

O que é uma superlua?

A superlua ocorre quando a fase da Lua cheia coincide com o perigeu – ponto da órbita da Lua no qual ela encontra-se mais próxima do nosso planeta. A combinação faz com que o satélite natural pareça 7% maior e 15% mais brilhante do que a média.

No evento desta semana, ela estará a pouco mais de 357 mil quilômetros da Terra, enquanto a média é de aproximadamente 384 mil quilômetros. Além disso, se comparada à superlua do mês passado, a desta quarta estará a cerca de 155 quilômetros mais próxima do nosso planeta, diferença que, mesmo imperceptível a olho nu, lhe concede o posto de maior superlua de 2021.

Onde será possível visualizar a superlua?

O fenômeno poderá ser observado em todo o mundo caso o céu esteja limpo.

O que é um eclipse lunar total?

O eclipse lunar acontece quando a Terra se posiciona entre o Sol e a Lua, impedindo que o Sol ilumine diretamente o satélite. Quando a sombra do globo terrestre encobre totalmente a Lua, ocorre o eclipse lunar total. Nesta quarta, a fase total durará apenas 15 minutos.

Em um primeiro momento, antes e depois de atingir o seu estado total, o eclipse lunar será parcial, já que a sombra da Terra encobrirá gradualmente o disco da Lua, de acordo com o movimento do nosso planeta e do seu satélite natural ao redor do Sol.

Por que a lua ficará vermelha?

Os eclipses lunares totais também são conhecidos como “luas de sangue”, pois em determinado momento o satélite ganha uma cor avermelhada e enferrujada. O professor Roberto Costa, do Departamento de Astronomia da Universidade de São Paulo (USP), explica que o motivo desse fenômeno é a atuação da atmosfera da Terra como um filtro.

“Essa cor avermelhada adquirida pela Lua durante o eclipse lunar total não é nenhuma mágica. É que a atmosfera da Terra funciona como uma espécie de filtro, que joga a parte vermelha da luz do Sol para Lua.”, observa o Professor.

De acordo com Roberto da Costa, a atmosfera terrestre tem a particularidade de refletir mais os tons azuis – por isso o céu é azul durante o dia – e deixar passar com mais facilidade os tons vermelhos.

Onde será possível observar o eclipse lunar?

Austrália, Nova Zelândia e Ilhas do Pacífico serão os melhores locais para se observar o eclipse lunar total. Em algumas partes do território brasileiro será possível observar a fase parcial do eclipse a partir das 6h45 (horário de Brasília), como nos três Estados da região Sul, na região oeste do Estado de São Paulo, no Centro-Oeste (Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) e no Norte (Rondônia, Amazonas, Roraima e Acre). A visualização será melhor nos Estados mais a oeste, especialmente em parte do Amazonas e no Acre.

É comum o eclipse lunar total ocorrer simultaneamente a uma superlua?

O eclipse lunar total e a superlua são fenômenos independentes que, de vez em quando, ocorrem simultaneamente. Curiosamente, o último eclipse lunar total também coincidiu com uma superlua.

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad