14.5 C
São Paulo
domingo, julho 21, 2024
InícioBem-estarCidades com mais centenários no mundo: Por que se vive mais nas...

Cidades com mais centenários no mundo: Por que se vive mais nas Zonas Azuis?

Siga-nos no Google Notícias

Sejamos honestos, quem nunca sonhou em viver mais de 100 anos de forma saudável? Bem, para algumas pessoas ao redor do mundo, isso é mais do que um sonho: é uma realidade. As Zonas Azuis são regiões específicas onde a população possui uma concentração significativamente maior de centenários. Mas o que essas áreas têm de especial? Vem com a gente nesta viagem curiosa que desvenda os segredos por trás dos países com mais centenários no mundo.

O que são Zonas Azuis?

As Zonas Azuis são regiões do mundo que chamaram a atenção de pesquisadores por concentrarem um número surpreendentemente alto de pessoas com mais de 100 anos de idade, superando de forma considerável a média de longevidade global e até mesmo de cidades muito próximas, dentro do mesmo país. Esses locais ganharam notoriedade graças ao trabalho do jornalista Dan Buettner, conhecido recentemente pelo seu documentário na Netflix,  “Viver Até Aos 100: Os Segredos das Zonas Azuis”. Conheça mais sobre as cinco principais Zonas Azuis:

zonas azuis sardenha

  1. Okinawa, Japão
  2. Sardenha, Itália
  3. Loma Linda, Califórnia, EUA
  4. Nicoya, Costa Rica
  5. Icária, Grécia

Fatores da Zonas Azuis que contribuem para a longevidade

Dan Buettner, impressionado com a quantidade de centenários nas Zonas Azuis, passou anos pesquisando minuciosamente a rotina dos habitantes dessas cidades com o intuito de descobrir elementos em comum que justificassem esta “coincidência”. Como fruto deste longo estudo, ele identificou os fatores-chave que contribuem para a longevidade.

  1. Alimentação balanceada: Nas Zonas Azuis, a dieta desempenha um papel enorme. Comida é essencialmente combustível de alta octanagem. Em Okinawa, por exemplo, a dieta é rica em vegetais, tofu e peixes, enquanto em Sardenha, a base alimentar inclui grãos integrais, legumes e uma dose diária de vinho tinto. Todas as regiões passam longe de alimentos ultraprocessados e priorizam preparar os seus próprios alimentos.
  2. Atividade física regular: Passar o dia no sofá definitivamente não é uma programação nas Zonas Azuis. Nestas cidades, as pessoas incorporam a atividade física ao seu dia a dia, sem a necessidade de malhar na academia. Imagine subir e descer colinas ou trabalhar no jardim—tudo isso contribui para um estilo de vida ativo.
  3. Conexões sociais: Nunca subestime o poder das boas relações. Manter laços familiares fortes, amizades profundas, trabalhos voluntários e comunidades espirituais são um denominador comum em todas as Zonas Azuis. Por exemplo, os “moai” de Okinawa são grupos sociais que se apoiam ao longo da vida, promovendo um senso de pertencimento e apoio emocional.
  4. Propósito de vida: Em Nicoya, chamam isso de “plan de vida” e em Okinawa, “ikigai”. Ter um propósito de vida claro faz maravilhas para a mente e o corpo. Seja envolvimento na comunidade, um trabalho significativo ou hobbies apaixonantes, ter uma razão para levantar da cama todas as manhãs é crucial.
  5. Menos estresse Quer uma dica? Relaxe! Nas Zonas Azuis, a gestão do estresse é uma arte. Desde a prática religiosa em Loma Linda até a “sesta” diária na Icária, esses pequenos breaks ajudam a manter o cortisol (hormônio do estresse) em níveis baixos.

Curiosidades e Dados Reais

 

zonas azuis japão

De acordo com estudos realizados, as pessoas nas Zonas Azuis possuem uma incidência menor de doenças crônicas, como doenças cardíacas, câncer e diabetes. Um estudo notável da Universidade de Atenas acerca dos habitantes de Icária descobriu que eles têm mais de duas vezes a probabilidade de alcançar os 90 anos comparado a outras áreas da Europa!

Além disso, um relatório da Harvard T.H. Chan School of Public Health sugere que até 80% da longevidade é devido ao estilo de vida e não à genética. Portanto, as boas práticas observadas nas Zonas Azuis são, de fato, respaldadas pela ciência.

Aplicando os Segredos das Zonas Azuis

E aí, ficou inspirado? Embora nem todo mundo possa simplesmente ir viver em uma dessas áreas, adotar algumas de suas práticas pode ser um bom começo. Que tal substituir a fast food por refeições caseiras ricas em vegetais e grãos integrais? Ou então, tentar manter-se mais ativo durante o dia, quem sabe até unir-se a um grupo de caminhada?

Afinal, o segredo para uma vida longa e saudável pode estar bem mais perto do que imaginamos, nas pequenas escolhas do nosso dia a dia. Adotar esses hábitos pode não garantir que você vá soprar 100 velinhas, mas certamente vai melhorar a qualidade de vida.

Então, bora viver mais e melhor? Compartilhe este texto com uma amigo que merece ter uma vida longa e saudável!

Veja também: 50 experiências que todos deveriam ter na vida.

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad