fbpx
17.9 C
São Paulo
quarta-feira, junho 19, 2024
InícioBem-estar7 dicas para nômades digitais, por quem já vivia assim antes de...

7 dicas para nômades digitais, por quem já vivia assim antes de virar moda

Siga-nos no Google Notícias

A vida finalmente voltou ao normal, mas o trabalho remoto não ficou pra trás e ainda continua crescendo. Empresas como Spotify, Twitter e Salesforce disseram aos funcionários que eles podem trabalhar remotamente para sempre, se assim quiserem. Se você também é do “time remoto”, aproveite agora as melhores dicas para nômades digitais.

Assim como essas empresas visionárias, 54% das pessoas disseram que preferem trabalhar de casa mesmo com o fim da pandemia, de acordo com uma pesquisa da Pew Research, de 2020.

E não para por aí, mais da metade dos funcionários pesquisados pela PwC, disseram que querem ser remotos pelo menos três vezes por semana. Acha que o seu trabalho ainda não permite isso? Veja as melhores profissões para quem quer morar no exterior.

Para inspirar este estilo de vida, aqui vão 7 dicas de nômades digitais experientes para você se adaptar com este lifestyle:

  1. Passar pelo menos um mês em cada local
  2. Juntar-se a um Coworking
  3. Usar aplicativos para conhecer novas pessoas
  4. Contratar um seguro médico nômade
  5. Estabelecer limites chefes ou clientes
  6. Ter múltiplos cartões de débito e crédito
  7. Adotar rotinas mentais e físicas

Passar pelo menos um mês em cada local

Embora pareça excitante riscar todos os destinos que você sempre quis visitar, não caia na armadilha de correr de um lugar para o outro. Acredite, ficar pelo menos um mês em cada destino adicionará estabilidade à sua rotina e permitirá que você experimente os locais além da perspectiva do turista.

“Acho mais fácil trabalhar quando tenho certa estabilidade”, disse Ashleigh Ramshaw, que é Coach de Negócios Internacionais. A britânica passa até seis meses em um lugar antes de se mudar para um novo local. Ela passou o tempo vivendo e trabalhando em Bali, Costa Rica, e atualmente está no México.

“Embora seja incrível que eu possa viajar para onde eu quiser com meu trabalho, é importante ter um lugar para ligar para casa por um tempo antes de mudar para o próximo lugar”, disse ela.

Juntar-se a um Coworking

Mesmo se você for introvertido, frequentar um Coworking (ou até mesmo um Co-living) pode proporcionar muitos benefícios, incluindo conexões rápidas à Internet, um espaço de trabalho físico e uma comunidade de outros indivíduos que também estão trabalhando.

Ser um nômade digital pode parecer solitário às vezes, particularmente se você estiver cercado de turistas.

“Só porque você não precisa sair da cama não é motivo para trabalhar da cama”, diz Lindsay Maisel, uma designer industrial americana que já trabalhou na França, Tailândia e Costa Rica. “O trajeto pode ter ido embora, mas mentalmente (e fisicamente) você precisa ir a outro lugar para trabalhar”.

Maisel costuma reservar de 200 a 400 dólares por mês em seu orçamento para pagar um espaço de coworking.

Usar aplicativos para conhecer novas pessoas

Nunca foi tão fácil encontrar pessoas que pensam da mesma maneira em qualquer lugar do mundo por causa das plataformas de mídia social.

O Facebook hospeda grupos de comunidades de pessoas que vivem ou trabalham em diferentes cidades. Em alguns desses grupos, as pessoas frequentemente postam sobre opções de moradia e encontros sociais. Esses grupos podem ser úteis para entender a vida diária em um novo lugar.

Glenn Emery, um analista financeiro americano da Exploding Kittens, uma empresa de entretenimento sediada em Los Angeles, disse que usava grupos do Facebook onde quer que viajasse. “Eu conheci pessoas e acabamos compartilhando as trilhas para caminhadas e conversamos durante todo o passeio”, disse ele. “Eu ainda mantenho contato com o grupo através da Instagram e do Facebook”.

Emery, que trabalhou remotamente no sudeste da Ásia, México e Havaí, também é um ávido usuário dos aplicativos Tinder e Bumble para conhecer pessoas para namoro e amizade. “Convido as pessoas para um café ou para uma caminhada e isso geralmente se transforma em uma amizade”, disse ele.

“É ótimo aprender mais sobre uma cultura ou um lugar com as pessoas que realmente vivem lá”.

Contratar um seguro médico nômade

Estar preso a um contrato de plano de saúde nacional pode causar estresse emocional e financeiro, e é por isso que William Griffin, um treinador de vendas, defende que as pessoas obtenham um “seguro nômade” que normalmente cobre as pessoas enquanto viajam para fora de seu país de origem.

Griffin, que já trabalhou nos Estados Unidos, Índia e Europa, disse que seu fornecedor de seguros de escolha é a SafetyWing, onde paga cerca de R$ 250 mensais e está coberto por até U$250.000.

Outros prestadores de seguros voltados para viajantes de longo prazo incluem a WorldNomads e a IntegraGlobal.

Estabelecer limites chefes ou clientes

O que você fará quando receber um convite de calendário para as 3 da manhã em seu fuso horário?

“Há algo realmente importante em fechar seu computador e se afastar do trabalho no final do dia de trabalho”, disse Maisel, a designer industrial que citamos anteriormente.

Ela aconselha que se estabeleçam limites com clientes ou gerentes para estabelecer expectativas.

“As diferenças de fuso horário podem ser paralisantes para seu estilo de vida e criar noites agitadas”, disse Maisel. “Deixe seus clientes ou gerentes saberem a que horas você está razoavelmente disposto a receber chamadas ou reuniões”.

“Ao mesmo tempo, pode ser um compromisso que você tem que estar disposto a fazer para que possa administrar eficazmente seu trabalho enquanto também viaja”, acrescentou ela.

Ter múltiplos cartões de débito e crédito

Griffin se lembra de muitas vezes ter esquecido de tirar seu cartão de débito de um caixa eletrônico enquanto viajava. “Nada é pior do que perder seu cartão bancário no exterior”, disse ele. “Eu tive que aprender isto da maneira mais difícil”.

Em alguns países onde o dinheiro é predominante e as opções de cartão de crédito não estão disponíveis com freqüência, isto pode causar muito estresse.

Griffin agora carrega pelo menos três cartões diferentes para evitar o estresse de precisar ligar para os bancos com a esperança de que eles possam resolver o problema rapidamente.

Adotar rotinas mentais e físicas

Enquanto viaja e experimenta um novo lugar muitas vezes atrai muita excitação inicial, estar longe de sua rotina habitual e da comunidade também pode ser um desafio.

“Gerenciar seu próprio negócio ou responder ao seu chefe sem ter um lugar real para chamar de casa pode na verdade ser muito isolante”, disse Ashleigh Ramshaw. “Eu pessoalmente fico comprometido com minha rotina matinal, que inclui um exercício e meditação diária, para manter minha vibração e energia elevadas”.

Gostou das dicas mais ainda não escolheu o destino? Conheça os melhores países para brasileiros morarem.

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad