fbpx
17.8 C
São Paulo
quarta-feira, junho 19, 2024
InícioBem-estarTrabalho remoto? 7 países que oferecem visto para nômades digitais

Trabalho remoto? 7 países que oferecem visto para nômades digitais

Siga-nos no Google Notícias

O nomadismo digital não é novidade, entretanto, a tendência vem experimentando um crescimento fora da curva e ganhando força total nos últimos anos. Impulsionado pela pandemia, que alterou as relações de trabalho e transformou o trabalho remoto em uma realidade para muitos, o nomadismo digital possibilita novas relações de trabalho, assim como novas formas de viver. 

Pensando nessa realidade crescente, alguns países saíram na dianteira e criaram vistos específicos para trabalhadores remotos, que não vão ao país nem somente a turismo e nem somente a negócios. Quer conhecer alguns países que oferecem visto para nômades digitais? Confira a nossa lista!

Países que oferecem visto para nômades digitais

Antígua e Barbuda 

Já imaginou como seria viver e trabalhar em um dos destinos turísticos mais premiados do mundo? Como nômade digital em Antígua e Barbuda você pode ter essa experiência! A ilha lançou, em 2020, o programa The Nomad Digital Resident Visa, que permite a permanência de trabalhadores remotos por até 2 anos. 

países que oferecem visto para nômades digitais

Existem alguns requisitos para aplicação, e nós vamos te contar quais são eles:

  • Ser empregado ou autônomo e pagar imposto de renda no seu local de residência ou país de origem;
  • Ter rendimentos de, pelo menos, US$50 mil por ano (aproximadamente R$264 mil na cotação atual do dólar);
  • Comprovação de que o seu empregador está fora de um país do Caribe;
  • Comprovante de cobertura do seguro-saúde pelo tempo da sua estadia.

Para se inscrever para o visto é preciso pagar uma taxa de US$1.500 para uma pessoa, US$2.000 para casais e US$3.000 para famílias de três ou mais integrantes.

Barbados 

O país da cantora Rihanna é outro que está de portas abertas para nômades digitais. O programa Welcome Stamp, criado pelo governo de Barbados, incentiva a ida de turistas de longa permanência para o país.

países que oferecem visto para nômades digitais

Confira os requisitos necessários para viver essa experiência:

  • Ser empregado ou autônomo e pagar imposto de renda no seu local de residência ou país de origem;
  • Ter rendimentos de, pelo menos, US$50 mil por ano (aproximadamente R$264 mil na cotação atual do dólar);
  • Comprovante de cobertura do seguro-saúde pelo tempo da sua estadia.

O visto de trabalho remoto tem duração de 1 ano e as taxas de inscrição seguem os seguintes valores: US$2 mil por pessoa ou US$3 mil por família – independentemente do número de membros. 

Bermudas

Ainda falando sobre o Caribe, as Ilhas Bermudas despontam como uma excelente opção de destino para nômades digitais. Isso porque, além das óbvias belezas naturais, as taxas de aplicação para o visto são muito mais baixas quando comparadas aos destinos vistos até então.

países que oferecem visto para nômades digitais

O programa One (1) Year Residency Certificate foi criado para movimentar a economia local, fortemente abalada pela pandemia. Veja quais são os requisitos:

  • Fornecer comprovação de emprego e demonstrar meios suficientes ou fonte de renda contínua para seu sustento durante a permanência;
  • Comprovante de cobertura do seguro-saúde pelo tempo da sua estadia;
  • Comprovante de que você não tem condenação prévia na justiça.

Para se inscrever é preciso desembolsar US$263 – bem menos do que em outros locais paradisíacos do Caribe.

Costa Rica

A Costa Rica é destino certo entre os nômades digitais. Por isso, em 2020, o país não perdeu tempo e lançou o Rentista, que é um visto de trabalho temporário – com validade de 2 anos – para freelancers e trabalhadores remotos.

países que oferecem visto para nômades digitais

Vamos aos requisitos:

  • Ter uma renda mensal de US$2.500 ou depósito de US$60.000 em um banco da Costa Rica;
  • O visto permite que trabalhadores autônomos ou empresários trabalhem na Costa Rica, mas você não pode ser empregado de outra empresa.

A taxa de inscrição para o Rentista tem um valor único de US$250.

Emirados Árabes Unidos

Por meio do Remote Work Nomad Visa, nômades digitais podem permanecer morando em Dubai por até um ano junto com suas famílias enquanto trabalham em empresas sediadas no exterior.

Os requisitos para aplicação são os seguintes:

  • Comprovar rendimentos de, no mínimo, US$5.000 por mês, apresentando comprovante de trabalho, recibo de vencimento do último mês e três meses de extrato bancário;
  • Seguro-saúde que também seja válido nos Emirados Árabes Unidos.

A taxa de inscrição para o visto é de US$287.

Estônia

O país europeu é referência em transformação digital e foi o primeiro do mundo a criar um visto específico para nômades digitais. Com o Digital Nomad Visa, os profissionais que trabalham de forma remota podem se mudar para o país e viver legalmente.

Os requisitos são poucos – e mais simples do que os demais países – o que é uma enorme vantagem para os nômades digitais. Anote quais são eles:

  • Possuir uma empresa remota ou trabalhar para uma empresa sediada fora da Estônia;
  • Rendimentos mensais de, pelo menos, € 3.504 nos últimos 6 meses.

O valor do visto varia de acordo com o tempo de permanência no país. O de curta duração, chamado de “tipo C”, tem validade de 6 meses e custa €80. Já o de longa duração, conhecido como “tipo D”, tem validade de 1 ano e custa €100.

Islândia

Por fim, temos a Islândia para encerrar a nossa lista. Em 2020 o país abriu as fronteiras para nômades digitais com o programa Work in Iceland, uma iniciativa que permite que estrangeiros morem e trabalhem no país por até 6 meses.

Para participar, você precisa se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Renda anual de, pelo menos, US$88 mil;
  • Comprovar que não trabalha em uma empresa da Islândia;
  • Comprovante de cobertura do seguro-saúde pelo tempo da sua estadia.

A taxa de processamento do pedido de visto custa US$60 e é preciso pagar uma taxa adicional de US$43 para o processamento do passaporte.

Em qual destes países você viveria Uma Boa Experiência como nômade digital? 

Ad
Redação UBE
Redação UBEhttps://umaboaexperiencia.com
Somos uma equipe apaixonada por boas experiências ao redor do mundo. Acreditamos que uma boa experiência não se define por preço ou exclusividade, mas sim como você se sente vivendo esse momento.

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Por favor introduza aqui o seu nome

Ad

Últimos posts

Ad
Ad
Ad